Por Marcelo Hailer
Arte: Guilherme Almeida
Fotos: Divulgação

 a filósofa da Améfrica

Conheça Lélia Gonzalez,

Lélia Gonzalez nasceu em Belo Horizonte, em 1º de fevereiro de 1935

Considerada uma das principais filósofas do Brasil, é referência, por exemplo, para a pensadora estadunidense Angela Davis, que sempre ressalta o trabalho de Gonzalez

Graduada em História e Filosofia pela Universidade do Estado do Guanabara, atual UERJ, fez mestrado em Comunicação Social e doutorado em Antropologia, onde se especializou em Gênero e Etnia

Feminista e militante do movimento negro, Lélia Gonzalez ajudou a fundar o Movimento Negro Unificado (MNU) e o Instituto de Pesquisas das Culturas Negras (IPCN)

As teses de Lélia Gonzalez influenciam até hoje os estudos de cultura e política destinados a estudar a estrutura racista no Brasil

Visionária, Lélia Gonzalez entendia que não era possível fazer o debate crítico sobre o modo de produção capitalista sem levar em conta a questão de raça, gênero e classe de maneira interseccionada

Seus escritos sobre a intersecção entre gênero, raça e classe adiantaram discussões que são travadas na contemporaneidade

Um dos conceitos mais importantes desenvolvidos por Lélia Gonzalez é a ideia de "Améfrica"

A amefricanidade busca nomear todos os descendentes dos africanos, não apenas trazidos pelos navios negreiros, mas também aqueles que estavam na América antes de "seu descobrimento"

Para Gonzalez, a categoria Améfrica visa romper com os limites territoriais, linguísticos e ideológicos herdados do colonialismo

Além da atuação acadêmica, Gonzalez também teve forte atuação político-partidária. Foi candidata a deputada federal pelo PT e pelo PDT, em ambas as vezes não se elegeu e ficou como suplente

O livro "Por um Feminismo afro-latino-americano", lançado em 2020, reúne boa parte de seus artigos e ensaios

Tanto no trabalho teórico, quanto no político institucional, o trabalho de Lélia Gonzalez foi voltado para desmantelar o racismo, machismo e o colonialismo ainda presentes na sociedade brasileira

Lélia Gonzalez faleceu em 11 de julho de 1994, vítima de um infarto, na cidade do Rio de Janeiro

Veja outras matérias em 
revistaforum.com.br