Por Julinho Bittencourt
Arte: Guilherme Almeida
Fotos: Divulgação

Disco de Lô Borges e Milton Nascimento completa 50 anos

Dez curiosidades sobre o álbum “Clube da Esquina”

O álbum é resultado de uma proposta de Milton Nascimento à EMI-Odeon. O grupo alugou uma casa em Piratininga, região de Niterói, e foi na praia de Mar Azul que escreveram quase todas as músicas

O nome foi tirado da esquina das ruas Paraisópolis e Divinópolis, em Santa Tereza, Belo Horizonte. Lô Borges diz que um amigo reagiu a convite para um clube chique: “Nosso clube é aqui, na esquina!”

O disco não foi bem recebido pela crítica. Segundo Márcio Borges, “não entendiam nada daquele ecumenismo inter-racial, internacional, interplanetário de Milton” e o “zelo beatlemaníaco do menino Lô"

Ao longo dos anos, o álbum se tornou um dos mais festejados da nossa música. Foi considerado pela versão brasileira da revista Rolling Stone como o 7º melhor disco brasileiro de todos os tempos

O álbum conta com os seguintes músicos: Wagner Tiso, Beto Guedes, Tavito, Toninho Horta, Raul de Souza, Robertinho Silva, Luiz Alves, Nelson Angelo, Rubinho, Paulo Moura, Eumir Deodato e Gonzaguinha

Os dois meninos da capa, Antônio Carlos Rosa de Oliveira (Cacau) e José Antônio Rimes (Tonho), ficaram 40 anos sem saber da imagem. Quando descobriram, processaram os artistas e a gravadora

O álbum traz uma grande influência de várias tendências musicais, tanto brasileiras quanto internacionais. Algumas das mais marcantes são os Beatles, o samba, a Bossa Nova e os sons do Brasil profundo

É raro tantos clássicos aparecerem no mesmo álbum: “Nada Será como Antes”, “Um Gosto de Sol”, “Tudo o que Você Podia Ser”, “Um Girassol da Cor de Seus Cabelos”, “Paisagem da Janela” e “San Vicente”

Duas canções são regravações e ganharam outra dimensão a partir do disco: “Me deixe em paz”, de Monsueto e Ayrton Amorim, com Alaíde Costa, e o bolero “Dos Cruces”, sucesso do espanhol Carmelo Larrea

“Clube da Esquina” foi tão prestigiado que ganhou um número dois, lançado em 1978. Além dos velhos membros, o novo álbum traz outros sócios, entre eles Chico Buarque e Pablo Milanés

Veja outras matérias em 
revistaforum.com.br